Menu fechado

Notícias

“Por que Saúde Rural?”: webconferência de agosto discute os desafios da saúde rural no Brasil

Na quinta-feira, dia 16 de agosto (12h30 às 13h30 – horário de Brasília), o Núcleo de Tecnologias e Educação a Distância em Saúde da Universidade Federal do Ceará (NUTEDS/UFC) realiza mais uma edição do ciclo de webconferências transmitidas para todo o Brasil. A temática deste mês será Saúde Rural, coordenada pela médica, professora da Faculdade de Medicina da UFC e Diretora de Medicina Rural da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, Magda Almeida.

Afinal,  “Por que Saúde Rural?”. A pergunta – título da palestra –  indica uma discussão ainda bastante atual, visto a carência de serviços de saúde nas regiões rurais do país, sobretudo num cenário de baixo investimento e de medidas que podem ter impacto na vida das pessoas que moram e trabalham no campo, como o Projeto de Lei (PL) 6.299/2002 – conhecido como lei dos agrotóxicos e outros temas. O debate traz uma reflexão sobre o panorama da saúde voltada para as populações rurais no Brasil e para os profissionais que atuam na área.

Como participar – A webconferência acontece à distância, com transmissão online para todo o Brasil. O acesso é livre e gratuito, basta entrar na sala virtual (link abaixo) no dia e horário especificados. Lá, é possível acompanhar e participar das discussões.

CLIQUE AQUI para acessar a sala virtual (dia e horário agendados).

Sobre a Saúde Rural no Brasil

De acordo com o IBGE, mais de 15% da população brasileira reside em localidades rurais. Além disso, diversos estudos apontam que as condições de saúde das pessoas que vivem ou trabalham no campo são mais precárias se comparadas com aquelas da população urbana, especialmente no que se refere às limitações de acesso aos serviços de saúde e às deficiências em saneamento ambiental.  Isso também ocorre com outras populações que têm seus modos de vida e produção relacionados com a terra, como extrativistas, ribeirinhos, pescadores e raizeiros.