Menu fechado

Notícias

Nova edição da Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais está no ar

Qual a contribuição de recursos audiovisuais na assistência integral à criança? Como a inteligência artificial e o uso de chatbots podem melhorar o ensino em saúde? Usar a telessaúde acadêmica como apoio ao internato médico e as tecnologias educacionais para formação de preceptores tem eficácia?

Essas são algumas das muitas questões discutidas na nova edição regular da Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais (RESDITE). Na primeira publicação de 2020, o número traz 19 trabalhos. O conteúdo se divide entre artigos originais e relatos de experiência, além de um editorial assinado pelo coordenador geral do NUTEDS/FAMED/UFC e editor chefe da RESDITE, prof. Luiz Roberto de Oliveira.

A quantidade de trabalhos publicados neste novo número mostra o crescimento da revista no último ano. Desde o final de 2019, foram quase 90 trabalhos submetidos. Um número expressivo para uma revista ainda em fase de consolidação e pioneira no país ao abordar a convergência entre temas promissores, como tecnologias educacionais e saúde digital.

Sobre o conteúdo

Os trabalhos trazem um apanhado sobre algumas das áreas abrangidas pelo vasto escopo da revista. Discute-se, por exemplo, perfis de aplicativos para o auxílio de Doença de Alzheimer; uso de e-learning em curso de medicina, gamificação no ensino de temas na área da saúde, jogos digitais para promoção da saúde bucal, dentre outras questões. Todos os trabalhos podem ser acessados na íntegra clicando no link abaixo.

CLIQUE AQUI para acessar a edição completa

Submissões

A revista passou a receber trabalhos em fluxo contínuo em 2019 e, desde então, recebe submissões a qualquer momento. Interessados podem enviar propostas diretamente no site da revista, indexado no Portal de Periódicos da UFC.

Sobre a revista 

RESDITE é uma iniciativa do Núcleo de Tecnologias e Educação em Distância em saúde da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará. A revista está no ar desde 2016 e é um dos poucos periódicos de caráter científico no país divulgando produções que abordam o uso de Tecnologias Digitais da Informação e das Comunicações (TDIC) e suas diversas ferramentas e aplicações na área da saúde, visando melhorar tanto os servições quanto a educação na área.