Menu fechado

Notícias

Adiada webconferência sobre como as fake news e saúde pública

Foi adiada temporariamente a webconferência “As fake news estão mesmo nos deixando doentes?”. A transmissão iria acontecer no dia 24 de março, mas foi suspensa por conta dos esforços extras que o NUTEDS e a a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) estão realizando diante da pandemia do novo coronavírus. Nova data está sendo estudada e, em breve, divulgaremos.

A web se volta para o problema das fake news atualmente e como elas têm impacto na saúde pública. Segundo relatório lançado pela SBIm no final de 2019, 07 de 10 brasileiros acreditam em pelo menos uma informação falsa sobre vacinas.

O estudo entrevistou mais de 2.000 pessoas acima de 16 anos entre os dias 19 e 22 de setembro do ano passado. Os dados mostram que 13% das pessoas não se vacinaram ou não vacinaram crianças sob sua responsabilidade. São mais de 21 milhões de brasileiros que deixaram de se vacinar por razões como falta de planejamento, achar que vacinas não são importantes, medo de algum efeito colateral grave ou simplesmente alertas, notícias e histórias que leu online. 

A pesquisa traz ainda um mapeamento das principais fake news sobre vacinas e aponta que 67% dos entrevistados acreditaram em pelo menos uma delas. O relatório está disponível publicamente. Todos podem acessá-lo (clique aqui para ler o conteúdo na íntegra).