Menu fechado

Notícias

Lançada 8ª edição regular da Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais

De que forma a realidade virtual tem sido usada para auxiliar o tratamento de crianças em procedimentos dolorosos? Como usar a tecnologia para reduzir o tempo de espera e as filas no SUS? Por que investir em games para melhorar a comunicação em saúde no Brasil? Essas e outras questões são algumas das perguntas que mobilizaram dezenas de pesquisadores em todo o país nos últimos meses e cujas discussões podem ser vistas na última edição da Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais (RESDITE).

Publicado na reta final de 2019, o número traz os primeiros 17 trabalhos de mais de 60 propostas submetidas só para a edição de dezembro do ano passado. O conteúdo se divide entre artigos originais, relatos de experiência, resumos de teses e dissertações, além de um editorial assinado pelo coordenador geral do NUTEDS/FAMED/UFC e editor chefe da RESDITE, prof. Luiz Roberto de Oliveira. 

A quantidade de trabalhos recebidos mostra o crescimento da revista no último ano – pioneira no Brasil desde seu lançamento, em 2016 – e, ao mesmo tempo, revela o “contingente de pesquisadores no país em franca efervescência, buscando soluções com uso das Tecnologias Digitais da Informação e das Comunicações (TDIC) para resolver problemas na área da saúde e da educação, e nas suas interfaces”, conforme defende Oliveira. 

Sobre o conteúdo

Os trabalhos trazem um apanhado sobre algumas das áreas abrangidas pelo vasto escopo da revista. Discute-se, por exemplo, tecnologias educativas para desenvolvimento neuromotor de crianças; protocolos de cuidado à saúde em hospitais brasileiros; tecnologias utilizadas na assistência domiciliar ao idoso, como jogos digitais podem ajudar a prevenir infecções sexualmente transmissíveis na adolescência, dentre outras questões.

As temáticas variam, alinhando novos núcleos de pesquisadores em diferentes partes do Brasil, o que demonstra o potencial da revista em construir uma grande rede colaborativa de pesquisa científica em saúde.

CLIQUE AQUI para acessar a edição completa

Submissões abertas

As submissões para a oitava e nona edição, a ser lançada no primeiro semestre de 2019, já estão abertas. A revista passou a receber trabalhos em fluxo contínuo em 2019 e, desde então, recebe submissões a qualquer momento. Interessados podem enviar propostas diretamente no site da revista, indexado no Portal de Periódicos da Universidade. Basta se cadastrar como autor e submeter os arquivos no sistema. Clique aqui para acessar o edital de submissão com as principais informações.

Sobre a revista 

RESDITE é uma iniciativa do Núcleo de Tecnologias e Educação em Distância em saúde da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará. A revista está no ar desde 2016 e é um dos poucos periódicos de caráter científico no país divulgando produções que abordam o uso de Tecnologias Digitais da Informação e das Comunicações (TDIC) e suas diversas ferramentas e aplicações na área da saúde, visando melhorar tanto os servições quanto a educação na área.